Buscar
  • Nayane Freitas

Vamos à feira?

Você sabia que ao consumir produtos de feirantes da sua cidade você está contribuindo para a sustentabilidade? Sim, isto significa consumir de modo consciente, visando a geração de valor ambiental e social, uma vez que haverá o incentivo à produção local e ao pequeno produtor, diminuindo os impactos do transporte e dinamizando a economia da sua cidade.


Em geral, os feirantes produzem através da agricultura familiar, que é a forma de produção que compreende o cultivo da terra realizado por membros do mesmo núcleo familiar e em que a direção dos trabalhos é exercida pelo próprio produtor rural (EMBRAPA, 2013). As formas de produção podem ter algumas variações, mas em muitos casos são orgânicos e o ciclo da natureza é respeitado conforme as estações de cada produto.


De acordo com dados da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), a agricultura familiar produz mais de 80% da comida mundial e, ao mesmo tempo, aumenta a sustentabilidade ambiental da agricultura. Auxilia na conservação da biodiversidade e dos ecossistemas (em comparação à agricultura convencional de monoculturas), fornece alimentos tradicionais e nutritivos e contribui para possibilitar dietas equilibradas e manter o patrimônio cultural nas áreas rurais.


O aumento da saúde e qualidade de vida está relacionado no alto poder nutricional e segurança destes alimentos. A produção é realizada de forma mais natural possível, com menos uso de agrotóxicos e maximizando cada produção em respeito à sua melhor estação produtiva. Os alimentos têm “gosto de verdade”, ou seja, o sabor é mais caraterístico e as propriedades nutricionais são preservadas. Você já deve ter percebido a diferença em comer, por exemplo, uma manga “natural” no seu período produtivo de uma manga que tem o ano todo nos supermercados. O sabor é outro.


O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística -IBGE (2006) no Brasil, apresenta a agricultura familiar como responsável por fornecer 70% dos alimentos consumidos, e empregar 77% da mão de obra ativa que trabalha no campo. Desta forma, a valorização da economia local está em aumentar a rentabilidade dos pequenos produtores e, assim, também seu poder de compra, contribuído para que o eixo da circulação econômica permaneça na região. Além do fortalecimento da economia local, os pequenos produtores ganham maior autonomia.


A contribuição da agricultura familiar para o meio ambiente se destaca pelo fato de as produções estarem em sintonia com os ciclos naturais, onde é respeitado a estação propícia à cada plantio e colheita, os recursos naturais do solo e o aumento da biodiversidade de plantas úteis. Como as produções são em menor escala, os recursos naturais do solo não são esgotados, as culturas são variadas e a demanda de água para manter as produções são menores. Há ainda alguns produtores que adotam o sistema de produção agroflorestal, onde espécies florestais são cultivadas junto a outras espécies comestíveis e sem uso de agrotóxicos, o que contribui para a preservação dos recursos naturais no entorno. Outro ponto relevante está na logística de distribuição destes alimentos. Já que o consumidor final está próximo ao produtor não é necessário longas distancias percorridas para que o alimento fresco chegue a seu prato, o que diminui significativamente a emissão de CO² durante o transporte.


Enfim, há muitos pontos positivos em escolher comprar dos pequenos produtores da sua região. Em alguns municípios há o incentivo através de feiras livres de produtores rurais. Como por exemplo aqui na cidade de Pará de Minas, sede do escritório da Artemis. Toda sexta-feira e sábado de 6hs às 11hs da manhã acontece a feira do produtor familiar da região, com apoio de entidades locais. É possível encontrar alimentos frescos, de qualidade, saborosos e da época, além de alguns produtos artesanais.


Se você não conhece, te convido a conhecer, fortalecer esta rede de apoio e melhorar sua qualidade de vida. Se você não mora em Pará de Minas, pesquise se este tipo de feira ocorre na sua cidade. Em diversos lugares há também opções de entregas em domicílio de cestas agroecológicas. O importante é cuidar da sua saúde e do meio ambiente.


Pegue sua ecobag e vamos para a feira!


Pessoas circulando na feira, com vista para a Serra do Cristo.
Feira dos produtores de Pará de Minas na Av. Brasil, em frente ao campo Paraense.

Para se aprofundar neste assunto, veja as referências utilizadas na produção deste texto:


INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Censo Agropecuário 2006. Tabelas Completas. Notas Técnicas. Disponível em:

https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/200549/1/doc-155.pdf

http://www.fao.org/brasil/noticias/detail-events/pt/c/1190270/

21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo